sexta-feira, 24 de setembro de 2010

PARA QUE SERVE UM DESERTO?


Jailson Freire

Olhe para o norte. Olhe para o sul. Vire a cabeça para a esquerda e veja você mesmo o que há à sua direita!

O que você me diz? Consegue enxergar vida à sua volta? Consegue ver alguma coisa que possa presta para alguma coisa? Consegue olhar algo além de areia, poeira, calor e frio?

Meio dia. O sol está no ápice de sua cabeça. Você tem um caminho imaginário a seguir bem diante de seus olhos. A única referência para seu objetivo é o sol escaldante de dia e uma lua congelante à noite. O ambiente não é nem um pouco hospitaleiro. As pressões são a cada dia mais forte. O desejo de parar e esperar a morte aumenta a cada dia de caminhada, mas você sabe que desistir seria a pior opção a seguir.

A areia está muito quente e a sede consome suas entranhas. Sua visão começa a embaçar e o suor pinga em gotas gigantes em seus olhos. Seu sapato não é suficiente para impedir que o calor da areia não queime seus pés. Seu casaco é inútil diante do frio que congela a sua existência durante a noite, mas você sabe; não pode parar!

Você caminha dia após dia por que sabe que o alívio virá, mas não sabe quando isso acontecerá. Você chora as dores de um existir medonho, ainda assim, acredita na promessa de que o sol não te molestaria de dia e nem a lua na noite. - Palavra difícil de acreditar...

Seus dedos ardem, mas mantém a fé de que está sendo conduzido às águas que refrigeram a sua alma. Sabe que logo a noite cairá e que o frio não terá pena de você, mas acredita será coberto por imensas asas. - Foi o que prometeram a você.

Diante de um momento existencial tão cruel, não seria nada inconveniente fazer uma pergunta ao céu:

A final, para quê serve um deserto?

É no deserto que o cuidado de Deus se revela. É no deserto que entendemos o propósito da existência. É no deserto que a vida mostra o seu verdadeiro valor. É no deserto que aumenta o contraste entre o alívio e a dor. É no deserto que descobrimos que solidão nunca fez parte da vida de um cristão. É no deserto que nos é concedido a instrução. É no deserto que aumenta a tentação.

O deserto é o lugar que Deus usa para nos ensinar. O deserto foi feito para a nossa existência melhorar. O deserto é uma das muitas provas de amor que Deus nos dá.

No final do deserto, seremos servidos. No final do deserto teremos sobrevivido!



Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam. Mat. 4:11