sexta-feira, 30 de novembro de 2007

BEM QUE ELE DISSE...


Resultado de imagem para ansiedade                                         por Jailson Freire


Impressionante como se perde tempo com ela, como se deixa de viver minutos e horas preciosas por conta dela... Impressionante mesmo.

Ela vem quando algo novo, um fato, uma ocasião nos coloca virados para a parede, como se estivéssemos de castigo. Quando há uma pendência em nossas vidas. Quando a jeripoca pia. Quando a bolsa cai levando toda a esperança de lucro que até então parecia líquido e certo.

Quando as opções são nenhuma. Quando um exército de inimigos prontos a nos devorar se encontra atrás de nós, além de existir uma montanha de um lado e para variar, do outro lado também.
Quando em nossa frente, nada além de água... Muita água... Um mar de águas... E pior, vermelho como se fosse uma fotografia do que se tornaria fato em questão de minutos.

Ela é covarde... Ela nos agita, ela nos humilha e nos joga para baixo sem nos dá uma folga para respirar. Ela é tola, irracional e imbecil... E quando vem, parece querer ficar para sempre nos atormentando, ainda que isso nunca aconteça.

Mesmo que a causa de sua chegada tenha sido pequena e medíocre, ela costuma se fazer maior do que o motivo de sua própria existência.

Não devemos confiar nela. Não devemos acreditar nela e nem dá atenção demasiada pra essa que nos desconcentra e que nos tira do trilho do bem estar espiritual.

Lembre-se sempre: “Não andeis...” Ou: “Veja os passarinhos...”.

E o que não dizer disso: “Olhai os lírios do campo...”.

Bem que ele disse...
LUCAS 12:22 a 30

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

O APAGAR DAS LUZES


Resultado de imagem para luz apagada                                        por Jailson Freire

Um dia tudo começou. Um encontro... Um romance... Um galanteio... Um olhar diferente e algum tempo depois uma nova vida é gerada. Uma nova vida surge. Um novo milagre acontece.

Uma volta ao início para entender o fim. Uma volta ao começo para entender o meio. Uma volta ao inspiro para entender o suspiro.

Menino ou menina? Qual será o seu nome? Como será o seu rosto, seu jeito, seus cabelos? Como será seu caráter? Como sua história será escrita?

Como será seu futuro, sonhos, sua escolinha, seus amiguinhos, suas notas, suas alegrias pelo novo brinquedo e suas tristezas quando tiver que perdê-los?

Como serão suas angústias? Suas dúvidas? Que profissão? Que universidade, e seu ideal? Como será sua árvore de natal?

O tempo passa e percebe-se que tudo o que se fez na existência foi perguntar e perguntar. As respostas nem sempre são simples.

Ensina-me a contar os meus dias até que o dia derradeiro chegue. Até que o jogo termine. Até que o juiz apite.

Até que as flores murchem... Até que a luz seja apagada.

Até que cheguemos na eternidade e o reencontro esperado aconteça na sacada.

Salmos 90 : 12

AH...A VIDA... QUE VIDA?


    Resultado de imagem para várias vidas                               por Jailson Freire

Dá um trabalho danado manter as vidas que queremos ter... É exaustivo manter as várias faces precisamos simular. 

Por que tem que ser assim? Porque não somos nós mesmos em qualquer momento ou situação? Porque não viver apenas uma vida? Seria tão mais simples... 

Entretanto, todos nós sabemos que isso implicaria em tantos problemas que, a bem da verdade, tomaria muito mais tempo da vida que temos. Imagina ter que dizer o que pensamos o tempo todo... Imagina ter que agir como pensamos de fato... Não seria perigoso demais para a nossa vida?

Não é simples manter as várias faces que temos... Não é simples... É algo tão medonho quanto viver perigosamente, mas é a única forma que encontramos de fazer todos sorrirem quando nós mesmos estamos querendo é chorar.

Sorrir, quando o que se que se quer mesmo é lastimar. Chorar, quando o que se quer mesmo é sorrir. Falar mansamente quando o que se quer mesmo é gritar. Viver é mesmo complicado...

Bom... Mas o que importa mesmo é ser politicamente correto... Talvez... Mas será que isso agrada mesmo ao nosso criador?

Quer saber? Prefiro ter apenas uma vida, uma face... Ou seja, prefiro perder para ganhar. Talvez não aqui, mas quem sabe, por lá...

O DEUS QUE NÃO ME ESQUECE


por Jailson Freire

Tudo caminhando de vento em popa... As coisas parece estarem acontecendo do jeito que deveria acontecer... Isso é maravilhoso! Ter um Deus que tudo me dá. Ter um Deus que cuida de mim. Um Deus que se compadece de mim, mesmo que eu não mereça. Isso é demais! Divino! Maravilhoso!

Só que é geralmente é nesse ponto que tendemos a ser tão ingratos. Basta está tudo Ok e a gente liga o piloto automático da nossa ingratidão, e nos esquecemos de sermos gratos.

Pode até ser que quisessemos ser esquecidos de Deus quando tudo está indo bem em nossas vidas, até porque, para que Deus se temos tudo que desejamos? Para que Deus se temos um bom emprego. Uma bela esposa(so). Filhos corados e saudáveis. Para que Deus?

Para cobrar santidade? Para cobrar o que devemos fazer ou não? Para cobrar fidelidade? Para cobrar submissão? Para cobrar... Cobrar... Cobrar...

O fato é que o Deus que nos abençoa, também requer de nós; Um pai faria o mesmo. O Deus que nos abençoa também pretende se relacionar conosco; Um pai faria o mesmo. Um Deus que nos abençoa, quer ser nosso pai e isso sim é maravilho.

Ser abençoado é algo fantástico, todavia a melhor benção é saber que temos um Deus que nunca nos esquece. Mesmo quando somos abençoados e nos esquecemos dele.

Eu entendo esse Deus!

Faço o mesmo com meu filho.

POR QUE?


por Jailson Freire

Meus mais profundos sentimentos... Lamentável o que aconteceu... Venha... Chore vai... Pode chorar, vai te fazer bem... Vai passar... Essas coisas sempre passam. Sei que a dor é muito grande, mas vai passar...

Sei que é difícil, a final, a gente nunca espera que isso aconteça.

Ontem a essa hora estava tudo tão bem. É tão difícil imaginar como num momento as coisas estão de um jeito, num outro momento... Tudo acabado... Os sonhos... Os projetos e tudo o que se planejou.

Sei que os sentimentos nessas horas parecem um turbilhão. São tantos os “porquês”... Mas aos poucos a vida volta ao quase normal... É claro que nada será como antes, mas há de se superar este trauma na alma com ajuda imprescindível de um Deus que tudo sabe e que tudo ver.

Não... Não haverá palavras que possa curar a terrível ferida que foi aberta na alma, até porque, é nesse momento que, o que menos se quer é ouvir uma palavra... O que se quer é ficar quietinho remoendo e tentando juntar pedacinhos de sua própria alma... Ou derramar a alma no chão... Entregar os pontos? Talvez... Desistir de tudo até parece ser uma opção a ser levada em conta, mas é a única opção que merece desprezo.

Deveria existir um medicamento capaz de apagar definitivamente o que se passou... Quem se perdeu para sempre, mas como não existe... Precisa lutar, entendendo que há um que pode consolar a alma afogada em angústia... Precisa estabelecer uma guerra interior a fim de sair deste poço escuro, úmido e frio... Muito frio...

Ela é cruel, fria... A morte é assim, mas precisa saber que, não é o fim... Apenas o começo de uma nova história que se escreve com fé, amor e saudades.

Mat. 22: 31 e 32

Uma homenagem aos parentes das vítimas do vôo 3054 da TAM

_____________________________________________________________________________________________
COMENTÁRIO DO LEITOR

2 Comments:

At Sexta-feira, 03 Agosto, 2007, elaine said…
Mais um texto Excelente e Brilhante do meu grande amigo Jailson.Tocou muito ao meu coração, um texto que tenho certeza que partiu do coração de Deus para o coração de Jailson.Simplesmente MARAVILHOSO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

...................................................................................................................................................................

At Sexta-feira, 03 Agosto, 2007, roberto said…
Realmente , é muito confuso , parar e pensar como pode ser tão rápido , sem aviso e friamente e o pior de tudo tão doloroso , toda vez que penso neste acidente me coloco dentro daquele avião na hora da batida para tentar imaginar se possível qual seriam os pensamentos daquelas pessoas que ali estavam , inocentemente sendo ceifadas sem ter o que fazer para se defender ... é muito triste ,,, muito bem colocado Jailson .Beto

SÃO APENAS COISAS


por Jailson Freire

Conversávamos sobre o PAN, eu e minha filha, e ela, eufórica com o que havia se passado, me conta detalhes de um evento que para tantos, o evento do século para a nossa cidade. Para outros tantos, apenas mais uma forma de distrair a consciência de um povo mergulhado em violência miséria e desgraça.

Ela me conta que todos em sua escola haviam sido liberados para ver passar em nossa cidade, uma “comitiva” conduzindo um dispositivo alimentado com um combustível em plena combustão que era na verdade, carregado por um dos “deuses” designado para a realização do milagre do anestesiamento coletivo.

Como todos, ela resolve ir ver o tal dispositivo milagroso e como tantos outros, sente uma ponta decepção, pois depois de tanto esforço a fim de ver a coisa, sentiu que foi um tempo que perdeu inutilmente, para ver algo inútil, conduzido por “deuses” que foram incapazes de trazer satisfação à sua alma.

Pai, que coisa mais ridícula – Disse ela com um olhar decepcionado.

Penso que nosso povo está com muita cede. Muita cede de algo que possa fazer a sua alma transcender. Uma busca incessante da sua interioridade, uma caçada sem trégua ao que realmente faça valer a pena viver por aqui.

Uma busca desenfreada ao conhecimento do seu próprio espírito. Mas ao contrário do que possa parecer, nada, coisa alguma pode levar o ser humano ao conhecimento pleno de sua existe se não aquele que por sua palavra o fez existir.

Enquanto isto, no planeta terra, vamos brincar de viver enquanto tivermos com que nos divertir.

Lá lá lá lá lá la....

- Esse brinquedo é meu!
- Não! É meu!!
- Então toma... (pá pá pá)