sábado, 17 de outubro de 2009

ENCONTRANDO O “X” DA QUESTÃO




Muitas vezes, o que causa um problema pode estar camuflado em algum canto da nossa história e por isso, em muitos casos, pode não ser encontrado tão facilmente. 
 Jailson Freire


Neste caso, o diagnóstico para uma questão antiga pode ser muito difícil, todavia não impossível.
Passamos muito tempo tentando entender tal questão e sempre que achamos estar perto da solução que poderia livrar a alma dos equívocos em que nos metemos, mais nos distanciamos do oásis existencial proposto pelo criador do existir. 

 O caso é tão sério que até que a chave seja encontrada para que a porta de saída
seja aberta e a partir daí uma nova e promissora vida abundante prometida a muito tempo, seja finalmente vivida, a angústia pode ocupar um lugar que jamais tenha sido dela. 

Muitos tropeços nas esquinas da vida são inevitáveis até que o âmago do problema seja atingido em cheio pelas palavras chave que são realmente capazes de sacudir o coração empedernido pela vida morta que envolve o corpo já inerte diante de tanta lama em que voluntariamente foi se afundando. 

Não. Jamais se acostumará com o cheiro desagradável de tal porcaria possuidora de um sabor tão agradável quanto nojento. Jamais deverá acomodar-se, ainda que, quanto mais tenha tentado sair desse charco mais pareça estar aprofundando-se em asquerosa experiência.  

A chave para a solução precisa ser encontrada. A procura deve ser incansável... O desejo de ver o sol precisa ser tão grande quanto qualquer sentinela sente durante uma noite fria e chuvosa.  

Não! Não descanse até que o “X” da questão seja encontrado. Não fique paralisado diante da próxima oportunidade de se libertar, ainda que o processo de limpeza exale inevitável mau cheiro. Foque no objetivo principal que é o de ficar limpo dessa lama incrustada na alma.  

O intrigante, é o fato de que não se deu conta de que por inúmeras vezes a chave para a resolução da questão pudesse estar bem ali, ao alcance dos olhos, mas jamais havia conseguido enxergar as palavras que daria sentido e direção para a súplica necessária e urgente. 

Como pode não ver isso antes? Eis a resposta! Eis o “X” da questão. Eis a chave perdida a tempo e no tempo! Eis a suplica necessária! Eis o pedido que não falha!

"Torna a dar-me a alegria da tua salvação..." Salmo 51:12 A

Um comentário:

  1. O X da questão estava na minha vida de dona de casa quando criança ainda, quando meu irmão bebê me chamou de mamãe ao me acercar do berço. Só conhecia trabalho e nenhuma compensação positiva.
    Quando como em um filme o Espírito de Deus me trouxe a tona toda minha vida, também me libertou do medo pavoroso que eu tinha de casar sem saber qual a causa.
    sou plenamente feliz como esposa, mãe e dona de casa.
    Muito boa sua postagem, que Deus leve muitos a serem libertos através da sua vida. Abraço.

    ResponderExcluir